Pesquisando os solos da Amazônia


(Revisão de conceitos sobre o aquecimento global)


Água, fator 100 vezes mais importante do que a soma de todos os gases de efeito estufa para o aquecimento global.

As geleiras do planeta estão derretendo, os oceanos estão subindo, as chuvas estão torrenciais, as ondas de calor fazem os dias e as noites insuportáveis. O IPCC atribui tudo isto à emissão antropogênica de CO2 e outros gases ditos de efeito estufa.
Estudando-se as publicações do IPCC, principalmente ar4-wg1 encontra-se no capitulo 2, que o efeito de todos os gases de efeito estufa somados é equivalente a 1,6 Watts por metro quadrado de superfície com variações podendo chegar a 2,63 W/m2.



Lendo o trabalho de “Hansen et all”, cientista da Nasa, encontramos o seguinte trecho:
“We study climate sensitivity and feedback processes in three independent ways: (1) by using a three dimensional (3-D) global climate model for experiments in which solar irradiance So is increased 2 percent or CO2 is doubled, (2) by using the CLIMAP climate boundary conditions to analyze the contributions of different physical processes to the cooling of the last ice age (18K years ago), and (3) by using estimated changes in global temperature and the abundance of atmospheric greenhouse gases to deduce an empirical climate sensitivity for the period 1850-1980.
Our 3-D global climate model yields a warming of ~4°C for either a 2 percent increase of So or doubled CO2. This indicates a net feedback factor of f = 3-4, because either of these forcings would cause the earth's surface temperature to warm 1.2-1.3°C to restore radiative balance with space, if other factors remained unchanged.”

O mais importante deste texto está no ultimo postulado que merece ser repetido:
“ if other factors remained unchanged”. Se outros fatores permanecerem constantes.

Como o controle da temperatura do planeta é executado pelo ciclo da água, este deveria se manter constante o que não esta acontecendo. Veja o ciclo da água neste quadro:



Baseado nestas afirmações e para avaliar sua real capacidade de resfriamento, medimos a evaporação da água aqui de Manaus e encontramos uma evaporação de 11 milímetros de água por dia (24h).
Calculamos sua eficácia e encontramos 286,84 Watts por metro quadrado como média.
Bem maior do que 2,67 W/m2.
Veja este quadro:



Explicação:
A água ao evaporar leva consigo 539 calorias por grama como calor latente de vaporização.
539 cal/g X 4,18 J/cal = 2253,02 Joules/grama.

Uma evaporação de 11 mm por dia corresponde a 11 litros por metro quadrado/dia.
11000g /dia X 2253,02 Joules/grama = 24.783.220 Juoles/dia por m2.
24783220 / 24 = 1032634,16 J/hora. 1032634,16 / 3600 = 286,84 W/m2.

Dividindo-se a atividade da água 286,84 W/m2 pela atividade de todos os gases de efeito estufa 2,63 W/m2 (ar4-wg1-chapter2) encontramos 109,06 o que nos permite afirmar que a água é 100 vezes mais importante do que a soma total dos gases de efeito estufa nas mudanças climáticas, como queríamos demonstrar.

Mas afinal qual fator esta alterando o clima ?

Em nossas pesquisas em busca dos motivos da baixa fertilidade apresentada pelos solos amazônicos encontramos que existe um acumulo de amônio no solo que impossibilita sua conversão em nitrato.
Outro fato importante, este acumulo de amônio dispersa as argilas fazendo-as descer no perfil do solo indo formar uma camada impermeável, por obstrução dos macros e micros poros do solo.
Esta camada impermeável, aqui no amazonas estende-se dos 15 cm aproximadamente até os 50 cm de profundidade.
As águas das chuvas penetram no solo apenas nos 15 centímetros superficiais, sendo armazenados em média 20 litros de água por metro quadrado. Suficiente apenas para dois dias de evaporação.
Como nossas chuvas normalmente são de 47 milímetros por hora, 20 milímetros ficam no solo e o excedente flui pela superfície para os igarapés e para os rios.
Veja no quadro:



As conseqüências deste fenômeno são facilmente previstas:
No período das chuvas, os rios transbordam, são as enchentes.
No período de estiagem, os solos não suprem água aos rios. É a seca com mortandade de peixes. O clima muito quente. O derretimento das geleiras pelo mundo afora.

Quais as causas deste fenômeno ?

Podemos dividir as causas deste fenômeno em duas fontes. Uma de origem natural, pois a matéria orgânica em decomposição produz amônio. Provavelmente esta é a explicação mais plausível para os grandes ciclos térmicos da natureza, as eras do gelo e do aquecimento global.
A outra, de origem antropogenica, provocada por impermeabilização do solo por construções, por asfaltamento e de 1920 para cá, pelo uso de adubos químicos composto por derivados de amônio, como uréia, sulfato de amônio e outros.
Veja este quadro:



Fácil é verificar que enquanto o amônio dispersa a argila o nitrato age exatamente ao contrario aglomerando-a.

Então qual a solução para conter o aquecimento global?

- Evitar ou proibir o uso de adubo a base de amônio, e a adubação orgânica verde.
- Incentivar o uso de nitrato na agricultura. (é mais caro).
- Promover a dispersão de água na atmosfera, pois cada grama de água evaporada corresponde a 6,73 gramas de gelo que deixarão de derreter.
(Calor latente de vaporização = 539 cal/g calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g).
- Obrigar as usinas hidrelétricas ou térmicas a dispersarem 1600 litros de água por hora na atmosfera para cada megawatts gerados e distribuídos, pois esta energia vai ser transformada em calor em algum lugar do planeta.
- Substituir todas as usinas térmicas, a diesel ou a gás pela construção de usinas hidrelétricas, pois a lamina de água da represa auxilia no resfriamento global.
- Determinar que em todas as praças públicas de todas as cidades sejam dotadas de chafariz abastecido por caminhão pipa com água de rio (não necessita de água tratada).
- Acelerar a transposição do rio São Francisco distribuindo água por todo o nordeste.
- E finalmente injetar no solo, logo abaixo da camada de amônio, água, muita água para possibilitar a transformação do amônio em nitrato (diluição).
Em nossos testes conseguimos a recuperação da estrutura do solo em 25 dias com a aplicação de 20 litros de água por metro quadrado ao dia, em solo perfurado com furos de 5cm de diâmetro por 50 cm de profundidade e com densidade de um furo por metro quadrado.
- Quando estas perfurações forem realizadas pouco antes da época das chuvas, podemos deixar para a própria natureza o trabalho de aguar a terra.
- Estas são sugestões preliminares. Caberá aos técnicos e engenheiros encontrarem a solução mais econômica.

Manaus 04/11/2009 Tarcisio José D’Avila e Marnice Lopes Nunes




Referencias e leituras complementares:

Pidwirny, M. (2006). "Infiltration and Soil Water Storage". Fundamentals of Physical Geography, 2nd Edition.

www.ipcc.ch/publications_and_data/publications_ipcc_fourth_assessment_report_wg1_report_the_physical_science_basis.htm

http://www.ipcc.ch/publications_and_data/publications_and_data_technical_papers_climate_change_and_water.htm

Hansen, J., A. Lacis, D. Rind, G. Russell, P. Stone, I. Fung, R. Ruedy, and J. Lerner (1984), Climate sensitivity: Analysis of feedback mechanisms, in Climate Processes and Climate Sensitivity, AGU Geophysical Monograph 29, Maurice Ewing Vol. 5, edited by J.E. Hansen and T. Takahashi, pp. 130-163, American Geophysical Union, Washington, D.C.

http://www.ijtr.org/Vol3No1/Tsuchida_IJTRPaper_Formatted.pdf


INDICE


0 - inicio

1 - Como medir a tensão de água???

2 - Como resolver ???

3 - Como reflorestar???

4 - Um pouco de teoria ???

5 - Demonstração-1
A influencia do conteudo salino no tempo de sedimentação.
6 - Demonstração-2
A estabilidade em agua.
7 - Demonstração-3
Efeito do ressecamento e a estabilidade em agua.
8 - Demonstração-4
A influencia do Nitrogenio no tempo de sedimentação.
9 - Demonstração-5
Efeito da energia mecânica na superficie do solo.
10- Demonstração-6.
Efeito antagônico amônia X nitrato.......
11 - Demonstração-7.
Origem do amônio do solo....
12 - Demonstração-8.
Quantidade de amônio água-extraivel no solo....
13 - Demonstração-9.
Atividade das bactéria nitrificantes no solo....
14 - Demonstração-10.
Atividade das bactéria nitrificantes X temperatura....
15 - Demonstração-11
Influência da quimica na nitrificação.....
16 - Curiosidade....
A natureza gerando clonagem natural.
17 - Relatório 1........
Relatorio parcial -1-
18 - Relatório 2........
Estudo da sorção de amônio em solos do Amazonas.
19 - Mudanças climáticas...
Revisão de conceitos.
20 - Agua, fator 100 vezes mais importante..
Efeito do calor latente de vaporização.


Maiores detalhes
tarcisio.davila@redeamazonica.com.br
marnice.tks@oi.com.br

Tarcisio José D’Avila ....... Agronomia-UFAM
Marnice Lopes Nunes ..... Logística Empresarial-ULBRA-Mao